As doenças e a Cura Espiritual 

Primeiramente vamos ver as definições de doença: 

1- Wikipédia: "A doença (do latim dolentia, padecimento) designa em medicina e outras ciências da saúde um distúrbio das funções de um órgão, da psique ou do organismo como um todo que está associado a sinais e sintomas específicos. Pode ser causada por fatores externos, como outros organismos (infecção), ou por disfunções ou mau funcionamento interno, como as doenças autoimunes. A Patologia é a ciência que estuda as doenças e procura entendê-las. 

2- Visão das Terapias Holísticas: a doença é um processo que bloqueia as energias que compõem o ser humano. A causa da doença são fatores psíquicos e emocionais, bem como pensamentos negativos repetidos por muito tempo. 

3- Visão Espiritual: a origem está numa ação que vai contra a Lei Divina, nos afastamos de nosso Eu Superior. 


Damos porém, muita atenção ao físico e acabamos por não curar a causa da doença, por isso muitas vezes ela vai voltar, ou se agravar. 

Todos nós experimentamos algum tipo de doença em nossas vidas, elas podem ser passageiras ou crônicas , mas sempre nos trarão algum tipo de ensinamento se soubermos escutar o corpo e a mente. 

Barbara Ann Brennan diz em seu livro "Mãos de Luz": "Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é". 

Isto se dá ao fato da distância que tomamos do nosso Eu Superior. Nossos elétrons divinos, nosso anjo da guarda e o elemental de nosso corpo conhecem esta nossa Perfeição, pois estão conosco desde nossa primeira encarnação. 

Podemos sempre invocá-los para nos auxiliar em nossas curas, mas nem todas as pessoas vão obter a cura simplesmente assim, porque entre a doença e a separação do nosso Eu Superior, existe um tempo, às vezes muito grande, podendo ser de vidas, onde foram alimentados as emoções e pensamentos discordantes, sem harmonia, negativos. Estas emoções e pensamentos precisam ser primeiro enfrentados, reconhecidos pela pessoa num esforço pessoal para que não estejam mais presentes em sua vida. 

Os antigos terapeutas sabiam disso e tratavam as formas-pensamento e emoções, para que uma purificação ocorresse de maneira que a pessoa alcançasse a sua condição Divina. 

Os essênios eram conscientes da origem sagrada do homem. Eles tratavam o homem como uma árvore cujas raízes estavam num lugar Celestial. O corpo físico faz parte desta árvore, cujas raízes estão no Universo Divino. Para os essênios curar o corpo físico era importante pois consideravam como o primeiro degrau de uma longa escada através da qual o homem alcançaria o sutil Oceano Causal.

No livro "Nos Domínios da Mediunidade", André Luiz explica que "assim como o corpo físico pode ingerir alimentos venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o organismo perispiritual absorve elementos que lhe degradam, com reflexos sobre as células materiais". 

Então as doenças podem ter sua origem em reencarnações anteriores, e energias nocivas vão persistir até que sejam transmutadas. 

André Luiz afirma que "se a mente encarnada não conseguiu ainda disciplinar e dominar suas emoções e alimenta paixões (ódio, inveja, ideias de vingança), ela entrará em sintonia com os irmãos do plano espiritual, que emitirão fluidos maléficos para impregnar o perispírito do encarnado, intoxicando-o com essas emissões mentais e podendo levá-lo até à doença". 

Interessante observar um outro ponto de vista no surgimento das doenças, aquele que Dr. Bach nos deixou. Para ele a "doença é o resultado de um "erro inicial" que está agindo contra a Unidade." 

"As doenças reais e básicas no homem são certos defeitos como o orgulho, a crueldade, o ódio, o egoísmo, a ignorância, a instabilidade e a ambição... tais defeitos é que constituem a verdadeira doença..., e a continuidade desses defeitos, se persistirmos neles..., é o que ocasiona no corpo os efeitos prejudiciais que conhecemos como enfermidades". 

Ele as chamou de doenças primárias: 

1- Orgulho: excesso de autoestima, falta de reconhecimento da insignificância do ego. A pessoas muito orgulhosa, acaba por ser ingrata a Deus, falta humildade e resignação à Vontade do Criador, acaba agindo contra a Sua Vontade. 

2- Crueldade: a crueldade pode ser física ou mental. Pessoas duras e amargas, que atacam com palavras. Dr. Bach ensinou que a crueldade é uma ação contrária à Unicidade, pois todos fazemos parte do Todo. 

3- Ódio: é o oposto do amor. Para ele a pessoa que sente ódio ficará só, terá "tempestades mentais", poderá ter temperamento violento e atos de fúria. 

4- Amor-próprio: aqui ele se refere ao ego. Quando nos preocupamos demasiadamente conosco, ocorre uma autointoxicação e perturbação psíquica. Negamos a Unicidade e esquecemos de Servir ao próximo. 

5- Ignorância: para Dr. Bach a ignorância é "deixar de aprender". Ele afirmou que a ignorância traz problemas no dia-a-dia, com a recusa de observar a verdade quando ela ocorre em nós e à nossa volta. 

6- Instabilidade: para Dr. Bach "quando a personalidade recusa a orientação do Eu Superior, o resultado é uma situação de instabilidade, indecisão e fraqueza de propósitos, podendo nos levar a trair os outros". 

7-Cobiça: Dr. Bach afirmou que a cobiça precede uma ânsia descomedida pelo poder. Os cobiçosos procuram usurpar o papel do Criador.


Como a doença surge? 

A doença surge quando a energia sutil não escorre em nosso corpo sutil, no mecanismo energético formado pelos chakras, auras e meridianos, que deve funcionar em harmonia. 

Uma vez que vem a faltar energia ou se formam acúmulos desta energia, a doença tem início até se manifestar no físico. 

Hoje muitos médicos alopatas buscam estudar a medicina holística, como a medicina chinesa, porque entenderam que a união corpo-mente-espírito é importante. 

Esses bloqueios acontecem quando por muito tempo a energia ficou densa em nossa aura e corpo etérico. Bloqueia assim os chakras, que se correspondem às glândulas endócrinas, que vão influenciar os órgãos. 



As curas 

A verdadeira cura vem do autoconhecimento e trabalho sincero para que as emoções e pensamentos negativos sejam transmutados. 

Para mantermos nossa atenção na saúde devemos primeiro cuidar do espiritual, depois do emocional e mental, e o físico será beneficiado.